Skip to content

Defeitos no carro 0 Km

Encontrar defeitos em carros 0 Km é mais comum do que pensamos. Na verdade, a maior parte dos defeitos elétricos são encontrados logo depois da saída com o carro novo da concessionária.

Para que você não tenha surpresas desagradáveis, não se esqueça de fazer alguns testes simples logo depois de retirar o seu carro novo:

Ar condicionado

Os defeitos mais comuns em carros 0 km são as falhas no ar condicionado. Muitas vezes, trata-se apenas de alguma ligação elétrica mal feita, mas esse problema simples pode te tomar muito tempo com idas e vindas à concessionária. Portanto, logo depois de retirar o seu carro, teste o seu ar condicionado colocando-o em sua potência máxima pelo maior tempo possível e observe se há algum barulho estranho durante o seu funcionamento ou se a sua potência varia com o tempo.

 

Itens elétricos

Além do ar condicionado, outros itens elétricos costumam falhar no primeiro uso. Teste seus faróis, pisca-alertas, limpadores de para-brisas, som, ignição, vidros, alarme, luzes internas, desembaçadores e itens do computador de bordo. Resumindo, teste todos os itens elétricos do seu carro, pois nunca se sabe onde um defeito pode aparecer. Também é recomendável que se dê uma volta no quarteirão com boa parte dos itens elétricos em funcionamento, assim você pode verificar, também, se a bateria do carro encontra-se em perfeito estado de utilização.

 

Treine os seus ouvidos

Parece paranoico dizer que qualquer barulho incomum no seu carro pode caracterizar um problema futuro, mas não é. Antes de levar o carro para casa, é bom que se faça um teste do veículo junto com o vendedor, assim ele pode te explicar cada som que parecer incomum durante o funcionamento do veículo. Qualquer barulho que pareça irregular deve ser checado e resolvido imediatamente.

 

Os Pneus

Antes de sair da concessionária você também deve conferir o estado dos pneus do seu carro. Os “cabelinhos” do pneu devem estar lá, mostrando que ele é novo. Além disso, recomenda-se que os pneus do carro sejam calibrados dentro da concessionária, assim você já confere as alterações na calibragem e os possíveis furos do pneu. Também confira se as ferramentas para a troca do pneu (o macaco e a chave de roda) estão no porta-malas do veículo antes de sair da concessionária.

 

Alinhamento

Ao sair com o seu carro, teste o alinhamento das rodas. Veja como as rodas se comportam quando você mantém o carro em linha reta durante muito tempo. As rodas devem, inevitavelmente, manter a direção posta no volante. Caso contrário, procure a concessionária imediatamente.

 

Acabamento

A produção em larga escala tem suas vantagens e desvantagens. Uma das desvantagens, principalmente no ramo automobilístico, é a falta de atenção com detalhes de acabamento. Por isso, logo depois de retirar o seu carro, confira todos os detalhes de acabamento, como a pintura, os vidros, a marcação de chassi, a costura dos bancos e a montagem de peças internas. Qualquer defeito de acabamento pode causar muita preocupação desnecessária depois de algum tempo, portanto, procure encontrá-lo o mais rápido possível.

 

Esperamos que as dicas possam te ajudar!

Com cuidados simples e atenção, você pode manter o seu carro em perfeito estado.

Se você gostou do post comenta aí embaixo!

 

Veja também:

O que é Cavalo-Vapor (ou Horse Power)?

Problemas com o consumo? Não se desespere!

GPS Apps – Prós e Contras 

 

 

A maior velocidade já atingida em terra

Em 1997 uma equipe britânica desenvolveu um modelo de carro (mais parecido com um jato) para bater o recorde de “maior velocidade alcançada em solo”.

saf_carapidomundo

O carro supersônico foi pilotado por Andy Green, membro da Força Aérea britânica, e atingia a velocidade de 500 km/h em menos de 10 segundos!

Saiba Mais

A Baliza

Não importa se você é novo ou velho de carta, a baliza sempre foi a maior inimiga do motorista, independentemente do tempo de direção que ele tenha. Sempre que surge aquela vaga difícil de achar, surge junto a dúvida: será que eu vou conseguir parar?

A baliza não é um bicho de sete cabeças, ao contrário do que muitos pensam, mas o que realmente pesa na hora da por ela em prática é o medo.

Então, para você que tem medo na hora da baliza ou pura preguiça de estacionar nas menores vagas, deixamos aqui a nossa dose de motivação para que você (talvez) tome a iniciativa de tornar-se um “balizeiro” profissional:

Saiba Mais

Vencedor do concurso ” A Maior Loucura por Futebol!”

O vencedor do nosso concurso cultural “A Maior Loucura por Futebol!” já recebeu seu prêmio! O Eliabe, do Espírito Santo, adorou a nova TV e enviou uma foto pra gente!  Lembra da história dele?

saf_vencedorcc

“O dia da final do campeonato do time do bairro que eu jogava coincidiu justamente com o dia do meu casamento, não podia perder o casamento pois era meu futuro, minha família, mas a paixão pelo futebol não deixou que eu perdesse o ultimo jogo do campeonato.

Saí de casa com o carro com a desculpa de que iria me arrumar para o casamento na casa de um amigo e passei na casa da galera. Peguei eles e nos apertamos ao máximo no carro e fomos para o jogo. Como iria terminar uns dez minutos do horário marcado para o casamento daria tempo de eu sair, correr pra casa me arrumar e chegar uns vinte minutinhos atrasado.

Infelizmente ficou empatado e tivemos que ir para prorrogação e pênaltis, resultou que eu cheguei quase uma hora e meia atrasado no casamento, já estavam todos indo embora praticamente. O padre já tinha até trocado de roupa. Mas graças a Deus e ao meu carrinho querido conseguimos ganhar o campeonato e eu consegui casar mesmo depois de levar uns 40 minutos de sermão.”

Gostou da história do Eliabe?

Tem alguma história parecida? Comenta aqui!

A ‘Mão Inglesa’

Muita gente se confunde ao ver a direção dos carros ingleses, mas não ache que é truque de câmera ou algo do tipo. A direção inglesa é invertida e o motivo para isso é bem simples.

Em primeiro lugar, nós, brasileiros, não utilizamos esse “estilo” de direção invertida por que seguimos o padrão francês, que põe a direção no lado esquerdo dos veículos, fazendo com que a mão das ruas seja sempre à direita.

Esses “estilos” são correspondentes à época na qual os veículos oficiais eram os cavalos. Nessa época, a “mão inglesa” era padrão, sempre à esquerda nas ruas, pois deixava espaço para que as pessoas interagissem umas com as outras pelo lado direito do cavalo. Vale lembrar que as espadas e armas eram todas carregadas pela mão direita, portanto a “mão inglesa” também tinha certo valor defensivo.

saf_maoinglesa
Saiba Mais